Até hoje foram [...] casos confirmados do COVID-19 no Brasil. Ajude a reduzir a curva de contágio, fique em casa e saiba como se prevenir.

Nosso blog

Black Friday 2020: dez dicas para economizar e aproveitar as ofertas

Douglas Barbosa 09/11/2020 13:59

A Black Friday 2020 acontece na sexta-feira 27 de novembro, com promessa de descontos em grande variedade de produtos. No entanto, é importante ficar atento a dicas que podem ajudar você a economizar mais, evitando estourar o orçamento ou ter outros problemas no futuro. Por exemplo, vale monitorar os preços para fugir de promoções no estilo “metade do dobro”, ficar atento a fretes mais caros e aproveitar as lojas que oferecem cashback.

 

Além disso, outras sugestões incluem ter um limite de gastos definido e ficar atento a promoções surpresa. A seguir, veja dez dicas para aproveitar as ofertas e gastar menos durante a Black Friday 2020, principalmente em compras online.

Planejamento e cuidado com a ansiedade são importantes para aproveitar a Black Friday — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Planejamento e cuidado com a ansiedade são importantes para aproveitar a Black Friday — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

1. Pesquisar preços com antecedência

 

O ideal é que você tenha um plano e uma ideia clara a respeito do que pretende comprar com desconto na promoção. Com isso em mente, a dica é criar o hábito de ir acompanhando os preços nas semanas que antecedem a Black Friday. Assim, você consegue avaliar se as lojas já estão aplicando descontos para atrair o consumidor, ou mesmo se o preço está subindo de forma suspeita, indicando risco do famoso “metade do dobro” na data da promoção.

Serviços como o Compare TechTudo contam com gráfico que permite visualizar a evolução dos preços — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Serviços como o Compare TechTudo contam com gráfico que permite visualizar a evolução dos preços — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Além disso, monitorar os preços também ajuda a saber se aquela promessa bombástica de desconto de “mais de 50%” é real ou não. Você pode fazer isso de forma simples com serviços que comparam preços na Internet. Em ferramentas como o Compare TechTudo, a extensão Black Friday de Verdade para Chrome, JáCotei, Buscapé ou o Zoom, é possível visualizar com clareza a evolução dos preços de diversos produtos ao longo dos meses.

2. Comparar valores em diferentes lojas

 

No ponto anterior, mencionamos o uso de buscadores de preço para criar uma noção de quanto cada item da sua lista de compra custa fora da Black Friday e nos dias que antecedem a promoção. No entanto, outro benefício dos recursos citados acima é a possibilidade de listar preços de diferentes lojas para o mesmo produto. Isso permite entender onde você encontra melhores descontos e condições, indicando sempre quem está com valor mais baixo no momento da sua busca.

Compare TechTudo permite acompanhar a evolução dos preços e descobrir quem está oferecendo o valor mais baixo — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Compare TechTudo permite acompanhar a evolução dos preços e descobrir quem está oferecendo o valor mais baixo — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

3. Utilizar cupons de desconto

 

Uma dica importante – e que vale até fora da Black Friday – é sempre conferir sites de cupons de desconto. Essas páginas disponibilizam códigos que você pode aplicar nas compras para reduzir o valor final na hora do pagamento, algo que pode contribuir para economizar bastante em alguns casos, ou ainda abater valores de frete.

TechTudo possui seção especial que oferece cupons de desconto de diversas lojas do Brasil — Foto: Reprodução/Lívia Dâmaso

TechTudo possui seção especial que oferece cupons de desconto de diversas lojas do Brasil — Foto: Reprodução/Lívia Dâmaso

Exemplos de sites que oferecem cupons de desconto são o Cupons TechTudoMeuCupomPelando Cuponation, entre outros. Para usar, procure pela loja em que deseja fazer a compra e verifique os resultados para saber se há algum cupom que cobre o tipo de produto que você está comprando.

4. Aproveitar lojas que oferecem cashback

 

cashback é um tipo de atrativo que lojas e serviços financeiros oferecem para o consumidor. A ideia é simples: você recebe uma porcentagem do valor da compra de volta como incentivo para gastar em novos produtos. Em algumas plataformas, o dinheiro que volta pode até ser depositado direto na conta bancária, representando um desconto final ainda maior.

Cashback permite recuperar parte do valor pago para gastar em outros produtos — Foto: Marcela Franco/ TechTudo

Cashback permite recuperar parte do valor pago para gastar em outros produtos — Foto: Marcela Franco/ TechTudo

Há diferentes plataformas de cashback em operação no Brasil, como MéliuzBebluePicPay Ame Digital. O ideal é que você crie uma conta no serviço de sua preferência, ou que funcione na loja em que você quer comprar, para gerenciar seus pagamentos e acumular seus retornos.

5. Verificar o valor do frete para ver se a compra compensa

 

A ansiedade para fazer uma compra e aproveitar aquele desconto que parece generoso pode fazer com que um detalhe passe despercebido: o valor do frete. Inclusive, queixas relacionadas a fretes extorsivos, que acabam eliminando a vantagem do desconto, é algo bastante comum na Black Friday.

Lembre de simular o frete e verificar se o valor não é abusivo — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Lembre de simular o frete e verificar se o valor não é abusivo — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Nesse casos, a dica é verificar com atenção o valor do frete antes de fazer a compra. Geralmente, esse custo é calculado de acordo com o seu CEP, na própria página do produto. Cobrar pelo transporte da sua encomenda é algo legítimo, mas valores altos demais, que fazem a promoção não valer a pena, são um truque usado por lojas comum na Black Friday.

6. Estabelecer um orçamento prévio

 

Essa é uma dica importante para quem tem mais dificuldade com disciplina financeira e tem a tendência de gastar mais do que pode. Além de controlar a ansiedade, é importante definir os produtos realmente necessários e conhecer com clareza o limite do seu orçamento.

Estabeleça um orçamento prévio para gastar na Black Friday — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Estabeleça um orçamento prévio para gastar na Black Friday — Foto: Tainah Tavares/TechTudo

Defina uma quantia limite que você está disposto a gastar na Black Friday e tenha uma ideia clara de suas prioridades. Precisa de um notebook novo? Então, evite comprometer sua chance de comprar o laptop ideal gastando em itens não essenciais apenas pelo bom preço. Da mesma forma, saiba conter os impulsos depois de garantir o que era essencial.

7. Checar a reputação das lojas

 

É fundamental checar a reputação de lojas antes de fazer uma compra, especialmente, aquelas que você não conhece e onde nunca comprou. Isso evita dores de cabeça com lojistas de qualidade inferior e até mesmo golpes relacionados a lojas falsas, algo comum na Internet. Para verificar a reputação e ver como a empresa interage com seus consumidores e lida com as queixas, o Reclame Aqui! é uma boa opção: use o recurso de busca e pesquise pela loja para checar o seu perfil, volume de queixas e como ela se comporta quando alguém reclama do serviço.

Reclame Aqui é uma boa dica para verificar se a loja é confiável — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Reclame Aqui é uma boa dica para verificar se a loja é confiável — Foto: Gabrielle Lancellotti/TechTudo

Já para identificar lojas falsas e que armam golpes, uma dica é olhar a página Sites Fraudulentos do Brasil no Facebook, que identifica farsas na web, explicando porque o site em questão é suspeito e o motivo para evitá-lo. Outro recurso são listas do Procon-SP e de outros estados, que concentram sites irregulares e lojas falsas da Internet.

8. Ficar de olho em serviços que acompanham ofertas

 

Todos ficam de olho nas promoções da Black Friday, mas encontrá-las em um único espaço nem sempre pode ser uma tarefa fácil para quem precisa procurar tudo sozinho. No meio de tantos descontos, você pode acabar perdendo exatamente aquela promoção pela qual se preparou.

Promoções no Promobit são cadastradas pelos próprios usuários — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Promoções no Promobit são cadastradas pelos próprios usuários — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Uma ferramenta que agiliza esse processo é o Promobit: o site é colaborativo e alimentado por usuários comuns que encontram promoções e as publicam na plataforma. É possível escolher os produtos mais desejados para ser avisado por e-mails e notificações a respeito das oscilações de preço.

9. Acompanhar as redes sociais de lojas e marcas

 

Outra fonte de promoções e descontos são as redes sociais de marcas e lojas. Durante a Black Friday, é comum que ofertas e ações promocionais curtas, que oferecem poucas unidades de determinado produto ou têm duração breve, sejam anunciadas nesses espaços. Além disso, uma estratégia para ficar por dentro de promoções surpresas são as listas de e-mails das lojas, também usadas para divulgar ações do tipo. Para se inscrever, é preciso liberar o envio mensagens promocionais do e-commerce. Após a Black Friday, é possível cancelar o recebimento dos e-mails.

Acompanhar as redes sociais de lojas e marcas é uma boa forma de conseguir descontos na Black Friday — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Acompanhar as redes sociais de lojas e marcas é uma boa forma de conseguir descontos na Black Friday — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

10. Escolher o melhor momento para a compra

 

Uma dúvida comum na Black Friday é saber o momento ideal para comprar. O desconto que aparece 10 dias antes da promoção é baixo o suficiente? Será que o preço vai baixar mais? Ou vai começar a subir? Não há uma receita infalível, mas o ideal é segurar o impulso e deixar para fazer a compra no dia ou véspera do evento, já que nessas datas os valores tendem a ser mais baixos do que em pré-promoções.

Melhor momento para comprar é na véspera ou no dia da promoção — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Melhor momento para comprar é na véspera ou no dia da promoção — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Vale lembrar que, do ponto de vista dos lojistas, a Black Friday tem data marcada e é nela que a competição pelos clientes é mais acirrada, com descontos partindo de todos os lados. Por conta disso, é importante saber fugir da tentação e deixar para comprar no dia da ação.

Newsletter

Você pode participar do novo. Faça isso.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Leia outros posts